CANTANHEDE :: COIMBRA :: LEIRIA
geral@psicologaclinicacristinacabral.pt
Close
geral@psicologaclinicacristinacabral.pt
Terapia Familiar

A Terapia Familiar é uma intervenção que visa a compreensão dos problemas através da facilitação da comunicação e da interação positiva entre as partes. O indivíduo é considerado no seu contexto interativo: família, escola/comunidade, trabalho, e onde se parte do pressuposto de que a mudança de comportamento de um elemento gera alterações de comportamento nos restantes. Por outras palavras, a Terapia Familiar é um método psicoterapêutico que utiliza como meio de intervenção sessões conjuntas com os diversos elementos de um sistema familiar. É uma terapia com a Família que engloba todos os elementos significativos do contexto familiar no qual a intervenção se vai centrar.

A família é uma unidade de vital importância para os indivíduos que a compõem, devido aos laços biológicos e emocionais que os unem. A família é definida como um sistema em contínua evolução, com crises que exigem um reajustamento contínuo das regras que regulam o funcionamento do sistema familiar.

A Terapia Familiar está indicada sempre que houver uma perturbação no sistema familiar, ou no casal, e a família aceite a intervenção e acredite na sua capacidade de resolução da crise.

As disfunções familiares mais comuns são os conflitos maritais, crises familiares relacionadas com situações psicopatológicas em que seja importante trabalhar o sistema relacional do elemento portador do sintoma, como sejam nos casos de anorexia, alcoolismo, suicídio, entre outros, e problemas pais-filhos na fase da adolescência.

 

PRESSUPOSTOS

  • Conversação como resumo central da terapia.
  • Família vista como um sistema social flexível, composto por pessoas que compartilham significados.
  • Terapia vista como construção de um contexto para recriação colaborativa, que permita á família mudar versões de história de vidas saturadas de problemas e deficits, e trabalhar na geração e recuperação de alternativas vivenciadas como libertadoras e transformadoras.
  • Psicólogo e paciente como coautores de um trabalho, sem a ilusão de uma única verdade conhecida apenas pelo terapeuta.

 

 

OBJETIVOS

  • Ajudar as pessoas/os elementos a aliviar a tensão;
  • Ativar as competências das famílias para conseguirem gerir os seus problemas;
  • Contribuir para a melhoria dos canais de comunicação no interior da família potenciando as suas competências para enfrentar os problemas;
  • Facilitar as tomadas de decisão conscientes e reduzir os danos emocionais das partes.

 

TRATAMENTOS/TERAPIAS

A intervenção é feita em sessões que envolvem todos os elementos da família e que visam a resolução da crise e o reequilíbrio do sistema familiar.